A ESCOLA COMO LUGAR DE RELAÇÕES DE PODER E DO SUJEITO INSTITUCIONALIZADO

Leila Cristina da C. S. Almeida

Resumo


Esta discussão temática aborda o poder e a instituição como estruturas presentes e atualizadas nos operadores sociais. Um desses operadores é a escola que, em suas atitudes afirmativas de inclusão, participação e busca por excelência, produz imperativos arbitrários que, embora falem de mudança social, muitas vezes se articulam criativamente para manter modelos dominantes. Porém, mesmo que os modos de viver e de pensar no sujeito sejam instituídos e que existam relações diversas de poder atravessando essas relações, a escola é desafiada a produzir outras realidades sociais mobilizando e potencializando também outras práticas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN: 1679-9844 
  

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.